Made In Heaven

A humanidade não é um estado a que se ascenda. É uma dignidade que se conquista.


Tinha no jeito uma inquietação enorme. Varria rápida e constantemente o espaço com os olhos. Diria que tinha uma paixão por pormenores e movimentos. Por cores ou formas. Alguma coisa era motivo de uma inquietação que me dava tanto prazer observar.
Perdi-me por momentos a tentar perceber o que olhos aqueles me queriam dizer.
A sala desapareceu à minha frente, não conseguia perceber o que se passava ao redor. Emoções características de quando se tem sentada à nossa frente, a única pessoa capaz de nos tirar o chão debaixo dos pés. Estava atormentado por demais. Mas mais que isso, sem a mínima noção do que se iria passar, porque pela primeira vez me senti perdido em tão pouco espaço. Era possível quebrar uma promessa facilmente quando estava por perto. E eu que um dia me tinha esquecido disso. Não pensar antes de tomar uma atitude, tem um preço. E alguém me estava a cobrar isso. O que não mudou eu sei, mas jurava a mim mesmo que qualquer coisa podia ser.

A diferença entre as mesas pequenas e as grandes, é que mais depressa vira pequena uma mesa grande do que uma pequena vira grande. E havia quem soubesse disso.

Anúncios

Written by meph

Julho 9, 2007 às 3:42 am

Publicado em Uncategorized

%d bloggers like this: